18 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
23/11/23 às 17h48 - Atualizado em 23/11/23 às 17h48

Estrutural ganha base de monitoramento da qualidade de ar

COMPARTILHAR

 

Instituto Brasília Ambiental concluiu instalação e se prepara para treinar operadores; Distrito Federal passa a contar com seis pontos de monitoramento

Agência Brasília* | Edição: Carolina Lobo

O Instituto Brasília Ambiental instalou, nesta quarta-feira (22), uma base de monitoramento da qualidade do ar e meteorológica no Instituto Federal de Brasília (IFB) da Estrutural. Com essa nova estação, o Distrito Federal passa a contar com seis pontos de monitoramento.

O analista de atividades do meio ambiente e responsável pela rede de monitoramento fixo da qualidade de ar no Brasília Ambiental, Luís Gustavo Alves Peres, explica que a escolha da instalação da estação de monitoramento na Estrutural, mais especificamente no IFB, se deu por já existir um acordo de cooperação técnica com aquele instituto federal e pelo fato de o Brasília Ambiental possuir experiência bem-sucedida com a estação de monitoramento instalada no IFB de Samambaia.

Peres ressalta que a Estrutural foi escolhida também por ser uma região muito populosa e por não haver nenhum equipamento de monitoramento da qualidade do ar naquela localidade ou regiões vizinhas. “Foram ainda levados em consideração outros fatores técnicos que podem impactar a concentração de material particulado inalável [PM10], como, por exemplo, proximidade com rodovias de grande circulação de veículos”, explica.

Com essa nova base na Estrutural, o DF passa a contar com seis pontos de monitoramento de qualidade de ar | Foto: Divulgação/Brasília Ambiental

Com a instalação do equipamento na Estrutural será possível, para o Brasília Ambiental, criar uma série histórica com dados da concentração de PM10 naquela região, e avaliar o comportamento desses resultados ao longo do ano, sobretudo nos meses mais críticos.

As informações, segundo a Diretoria de Emergências, Riscos e Monitoramento Ambiental (Direm) do Brasília Ambiental, contribuem para trazer à tona como a poluição atmosférica pode estar impactando a saúde da população local. E, a partir disso, será possível criar subsídios para auxiliar o poder público nas tomadas de decisões sobre emissões de poluentes atmosféricos naquela região.

O suporte instalado na Estrutural foi uma realocação de um equipamento que estava instalado na Escola Classe Lobeiral, localizada na Fercal, que será substituída, em breve, por uma estação automática de qualidade do ar.

Treinamento

A parceria que já existe no IFB de Samambaia, na qual uma professora responsável e seus alunos recebem treinamento, ministrado pelos servidores da Direm, e realizam o monitoramento, enviando os dados para o Brasília Ambiental, será reproduzida no IFB da Estrutural.

A equipe da Direm já está definindo data para a próxima semana se reunir com a coordenação de ensino do IFB da Estrutural e definir a equipe de professores e alunos que receberão o treinamento e acompanhamento por parte dos servidores da diretoria por um período de tempo.

O acompanhamento é para que o Brasília Ambiental possa ter a certeza de que toda a metodologia está sendo realizada da forma correta. O treinamento e acompanhamento está planejado para ocorrer em dezembro. A previsão é de que os dados do novo ponto de monitoramento da qualidade de ar possam ser inseridos nos relatórios do Brasília Ambiental no início de 2024.

Levantamento

A cada seis dias o Brasília Ambiental, por meio da Direm, colhe amostras nos pontos de monitoramento da qualidade de ar e emite um boletim mensal com a compilação de todos os dados. Os boletins podem ser acessados aqui.

Pontos de Monitoramento:
→ Fercal Escola – Queima Lençol – Será instalado um equipamento automático que irá monitorar material particulado (PM2,5 e PM10);
→ Fercal (DF-150) – Será instalado um equipamento automático completo próximo; por esse motivo o equipamento atual será realocado em outra região (a definir);
→ Rodoviária do Plano Piloto – Equipamento manual que monitora material particulado (PM10);
→ Zoológico de Brasília – Equipamento manual que monitora material particulado (PM10);
→ IFB Campus Samambaia – Equipamento manual que monitora material particulado (PM10);
→ IFB Campus Estrutural – Equipamento manual que monitora material particulado (PM10).

*Com informações do Instituto Brasília Ambiental

Mapa do site Dúvidas frequentes